Disciplinas

 Disciplina: ASPECTOS NEUROMECÂNICOS DO MOVIMENTO HUMANO
 Ementa:
A disciplina apresenta e discute a estrutura e função do sistema muscular e suas características mecânicas; a ativação do sistema muscular: unidades motoras; causas e consequências da ativação somatosensorial periférica; a excitação e inibição neural dentro da medula espinhal, reflexos, controle voluntário dos movimentos e adaptações agudas e crônicas do sistema neuromuscular aos diferentes tipos de intervenção.
 Bibliografia:
1.    ENOKA, RM. Bases neuromecânicas da cinesiologia, 2ª Ed. São Paulo: Manole, 2003
2.    LATASH, M.L. Neurophysiological basis of movement, 2nd Ed., Champaign, IL: Human Kinetics, 2008.
3.    ZATSIORSKY, V.M. Biomecânica no esporte: performance do desempenho e prevenção de lesão. Guanabara-Koogan, 2004
4.    WINTER, D.A. Biomechanics and motor control of human movement. 3rd Ed. New Jersey: John Wiley & Sons, 2004.
5.    KANDEL, E.R.; SCHWARTZ, J.H.; JESSELL, T.M. Princípios da Neurociência. 4ª Ed. São Paulo: Manole, 2002


 Disciplina: AVANÇOS NO ESTUDO DA AVALIAÇÃO DA COMPOSIÇÃO CORPORAL
 Ementa:
A disciplina analisa e discute a aplicação das medidas antropométricas, os avanços dos métodos de quantificação da composição corporal no estudo da aptidão física relacionada à saúde e ao desempenho motor de crianças,adolescentes e adultos, nos diferentes campos de atuação profissional.
 Bibliografia:
FIELDS DA, GORAN MI, MCCRORY MA. Body-composition assessment via air-displacement plethysmography in adults and children: a review. Am J Clin Nutr, 75: 453-467, 2002.
HIGGINS PB, SILVA AM, SARDINHA LB, HULL HR, GORAN MI, GOWER BA, FIELDS DA. Validity of new child-specific thoracic gás volume prediction equations for air-displacement plethysmography. BMC Pediatrics, 6: 18, 2006.
HEYMSFIELD SB, GALLAGHER D, MAYER L, BEETSCH J, PIETROBELLI A. Scaling of human body composition to stature: new insights into body mass index. Am J. Clin. Nutr, 86:82-91, 2007.
PRINS M, HAWKESWORTH S, WRIGHT A, FULFORD AJ, JARJOU LM, PRENTICE AM, MOORE SE. Use of bioelectrical impedance analysis to assess body composition in rural Gambian children. Eur J Clin Nutr, 1-11, 2007.
KAGAWA M, KUROIWA C, UENISHI K, MORI M, HILLS AP, BINNS CW. New percentage body fat prediction equations for Japanese Females. J. Physiol. Antrop, 26: 23-29, 2007.


 Disciplina: BASES METABÓLICAS DA SUPLEMENTAÇÃO ALIMENTAR NA ATIVIDADE FÍSICA
 Ementa:
Tópicos sobre os limites e capacidade de absorção de micronutrientes, biodisponibilidade destes nos alimentos, farmacodinâmica e farmacocinética, principalmente discutindo aspectos sobre os órgãos-alvo da ação destes compostos no organismo de indivíduos praticantes de atividade física.
 Bibliografia:
TALBOTT SM. A guide to understanding dietary supplements. Routledge Press, 2003.

KARLSSON J. Antioxidants and exercise. Human Kinetics, 1997.

HARGREAVES M. Exercise metabolism. Human Kinetics, 1995.

MAUGHAN RJ, BURKE LM. Nutrição esportiva. ArtMed, 2004.


 Disciplina: BIOESTATÍSTICA
 Ementa:
Discute a pertinência e implementa a aplicação de procedimentos estatísticos paramétricos e não-paramétricos. Examina e discute os conceitos e aplicação de estatística descritiva e inferencial univariada e multivariada, regressão linear e testes não-paramétricos nas diversas análises do movimento humano.
 Bibliografia:
CALLEGARI-JACQUES SM. Bioestatística: Princípios e Aplicações. Porto Alegre: Artmed, 2004.
HINKLE ED, WIERSMA W, JURS SG. Applied Statistics for Behavioral Sciences. Princeton NJ: Houghton Mifflin Company, 1994.
MAGALHÃES MN, LIMA ACP de. Noções de probabilidade e estatística. 4a. Edição. São Paulo: EDUSP, 2002.
SIEGEL S. Estatística não paramétrica para as ciências comportamentais. São Paulo: Makron, 1975.
TRIOLA M. Introdução à Estatística. Rio de Janeiro: LTC, 2005.
VIEIRA S. Estatística Experimental, 2ª ed. São Paulo: Ed. Atlas, 1999.
ZAR J. Bioestatiscal. Analysis 4th .ed Prentice Hall, 1998.


 Disciplina: BIOLOGIA MOLECULAR APLICADA À ATIVIDADE FÍSICA, ESPORTE E SAÚDE
 Ementa:
Propiciar ao aluno de pós-graduação a oportunidade de conhecer e se aprofundar nos aspectos dos efeitos do exercício na fisiologia celular que envolve as moléculas de DNA, RNA e proteínas. A abordagem destas moléculas dar-se-á deste o entendimento da sua estrutura química, organização e modulação até o papel biológico destas moléculas nas células. Os alunos terão a possibilidade de conhecer os processos celulares de transcrição e tradução e as principais implicações do exercício físico nesses processos. Além disso, temas mais recentes como clonagem e as técnicas de PCR (Polymerase Chain Reaction) e sequenciamento gênico serão discutidos de forma a contemplarem os mais recentes avanços na área de exercício e biologia molecular.
 Bibliografia:
ALBERTS B, BRAY D, LEWIS J, RATT M, ROBERTO K, WATSON J. Molecular Biology of the cell. 4ª Edição, Garland Science Publishing, 2002.
GARRETT AND GRISHAN. Molecular aspects of cell biology. Saunders College Publishing, 1997.
SAMBROOK AND RUSSEL. Molecular cloning: a laboratory manual, 3a Ed, 2001, Cold Spring Harbor.
TURNER PC, MCLENNAN AG, BATES AD, WHITE MRH. Biologia Molecular, 2a edição. Guanabara Koogan, 2004.
Artigos de periódicos relacionados à biologia celular e molecular aplicada à atividade física e esporte.


 Disciplina: BIOQUÍMICA DO EXERCÍCIO
 Ementa:
Conceitos básicos e atuais em bioquímica do exercício. Princípio de funcionamento e regulação de vias metabólicas no exercício, oxidação de substratos, adaptações metabólicas e moleculares ao exercício agudo e ao treinamento. Estresse oxidativo, lesão muscular e performance humana durante o exercício intenso e moderado. Estimulo à investigação científica, contribuição substancial na formação dos alunos.
 Bibliografia:
CHARGREAVES, THOMPSON M. Biochemistry of Exercise, Vol. X, (Eds) Champaign, IL: Human Kinetics, 1999.
LEHNINGER AL. Principles of Biochemistry, 4 ed. Irving Place, NY, 2003.
BAYARDO B, TORRES, ANNITA MARZUCCO. Princípios de Bioquímica, 2 ed. Guanabara, São Paulo, 2001.
GLEESON M, , GREENHAFF P, MAUGHAN R. Bioquímica do Exercício e do Treinamento, 1997.
HIRABARA SM, SILVEIRA LR, ALBERICI LC, LEANDRO CVG, LAMBERTUCCI RH, POLIMENO GC, BOAVENTURA MFC, PROCÓPIO J, VERCESI AE, CURI R. Acute effect of fatty acids on metabolism and mitochondrial coupling in skeletal muscle. Biochimica Biophysica Acta Bioenergetics, 1757 (1):57-66, 2006


 Disciplina: ESTUDOS AVANÇADOS EM ATIVIDADE FÍSICA
 Ementa:
Estudar a relação entre a saúde do ser humano e o valor do exercício físico como instrumento de qualidade de vida e bem estar individual e coletivo. Valendo-se da integração interdisciplinar como fundamento para compreensão do exercício físico como instrumento de promoção de saúde.
 Bibliografia:
AMERICAN COLLEGE OF SPORTS MEDICINE. Manual do ACSM para avaliação da aptidão física relacionada à saúde. Guanabara Koogan, Rio de Janeiro, 2006.
GONÇALVES A, VILARTA R. Qualidade de vida e atividade física, explorando teoria e prática. Manole, 1a ed, São Paulo, 2004.
ROUQUAYROL MZ, ALMEIDA FILHO N. Epidemiologia e Saúde. Guanabara Koogan, 6a ed., Rio de Janeiro, 2003.
LeMURA LM, DUVILLARD SP. Fisiologia do Exercício Clínico: Aplicação e principios fisiológicos. Guanabara Koogan, Rio de Janeiro, 2006.
HASKELL WL, LEE IM, PATE RR, POWELL KE, BLAIR SN, FRANKLIN BA, MACERA CA, HEATH GW, THOMPSON PD, BAUMAN A. Physical activity and public health: updated recommendation for adults from the American College of Sports Medicine and the American Heart Association. Med Sci Sports Exerc, v. 39, n. 8, p. 1423-34, 2007.
LEITZMANN MF, PARK Y, BLAIR A, BALLARD-BARBASH R, MOUW T, HOLLENBECK AR, SCHATZKIN A. Physical activity recommendations and decreased risk of mortality. Arch Intern Med, v. 10, n. 167(22), p. 2453-60, 2007.


 Disciplina: ESTÁGIO DE DOCÊNCIA
 Ementa:
Aperfeiçoamento nas atividades de docência, abrangendo acompanhamento e auxílio aos docentes do programa, nas respectivas áreas deconhecimento, em atividades de graduação, envolvendo elaboração e correção de listas de exercícios, plantão de dúvidas, apoio às aulas teóricas e práticas e outras atividades que sejam correlatas ao programa. Incentivo de atitudes inovadoras no Ensino Superior, através do instrumental teórico-prático da Didática.
 Bibliografia:
CALLEGARI-JACQUES SM. Bioestatística: Princípios e Aplicações. Porto Alegre: Artmed, 2004.
HINKLE ED, WIERSMA W, JURS SG. Applied Statistics for Behavioral Sciences. Princeton NJ: Houghton Mifflin Company, 1994.
MAGALHÃES MN, LIMA ACP de. Noções de probabilidade e estatística. 4a. Edição. São Paulo: EDUSP, 2002.
SIEGEL S. Estatística não paramétrica para as ciências comportamentais. São Paulo: Makron, 1975.
TRIOLA M. Introdução à Estatística. Rio de Janeiro: LTC, 2005.
VIEIRA S. Estatística Experimental, 2ª ed. São Paulo: Ed. Atlas, 1999.
ZAR J. Bioestatiscal. Analysis 4th .ed Prentice Hall, 1998.


 Disciplina: INSTRUMENTAÇÃO UTILIZADA PARA ANÁLISE DO MOVIMENTO HUMANO
 Ementa:
Apresenta e discute os equipamentos disponíveis e utilizados para os procedimentos de registro, análise e quantificação do movimento humano, com ênfase em diferentes formas de locomoção.
 Bibliografia:
ALLARD P; STOKES IAF; BLANCHI J (1995). Three-dimensional analysis of human movement. Champaing, IL: Human Kinetics.
PERRY J (1992). Gait analysis; normal and pathological function. Thorofare, NJ: SLACK.
ROBERTSON DGE; CALDWELL GE; HAMILL J; KAMEN G; WHITTLESEY S. (2004). Research methods in biomechanics. Champaing, IL: Human Kinetics.
STERGIOU N (2004). Innovative analyses of human movement. Champaign, IL: Human Kinetics.


 Disciplina: INTRODUÇÃO ÀS TÉCNICAS BIOQUÍMICAS EM LABORATÓRIO DE PESQUISA
 Ementa:
Introdução aos procedimentos laboratoriais usuais e técnicas analíticas/bioquímicas para o desenvolvimento de projetos de pesquisa em biodinâmica do movimento humano. Conceitos básicos de conduta, ritmo de trabalho e interações com diferentes membros em um grupo de pesquisa. Biosegurança em laboratório químico de pesquisa; preparação, armazenamento e descarte de reagentes e soluções; esterilização de reagentes e instrumentos e (iv) amostragem, homogenização, centrifugação e isolamento de frações celulares em amostras biológicas (sangue, músculo esquelético, urina, entre outros).
 Bibliografia:
WILSON K, WALKER J. Principles and techniques of practical biochemistry . 5th. Edition, Cambridge University Press, Cambridge, United Kingdom, 2000.
BARKER K. Na bancada: manual de iniciação científica em laboratórios de pesquisas biomédicas . São Paulo: ArtMed Editora, 2002.
LEHNINGER A, NELSON DL, COX MM. Princípios de bioquímica , 3ª. Ed. São Paulo: Sarvier, 2000.
SEGEL IH. Biochemical calculations: how to solve mathematical problems in general biochemistry . 2 nd Ed. Wiley Publishers, 1976.


 Disciplina: METABOLISMO DO MÚSCULO ESQUELÉTICO
 Ementa:
Vias metabólicas na oxidação de diferentes metabólitos, glicose, lipídios e proteínas. Integração metabólica e suas alterações no músculo esquelético exercitado. Mecanismo de contração do músculo esquelético. Caracterização das fibras e da plasticidade muscular.
 Bibliografia:
Biochemistry of Exercise, M. Hargreaves and M. Thompson (Eds.). Champaign, IL: Human Kinetics, 1999.
Entendendo a Gordura. Rui Curi, Celine Pompeia, Celio Kenji Miyasaka, Joaquim Procopio (Eds). Manole, Barueri, 2002.
Liu Z, Long W, Fryburg DA, and Barrett EJ. The regulation of body and skeletal muscle protein metabolism by hormones and amino acids. J Nutr 136: 212S-217S, 2006.
Hirabara SM, Silveira LR, Abdulkader FRM, Alberici LC, Procopio J, Carvalho CRO, Pithon Curi TC, and Curi C. Role of fatty acids in the transition from anaerobic to aerobic metabolism in skeletal muscle during exercise. Cell Biochem Funct (in press), 2006.
Hirabara SM, Silveira LR, Alberici LC, Leandro CV, Lambertucci RH, Polimeno GC, Cury Boaventura MF, Procopio J, Vercesi AE, and Curi R. Acute effect of fatty acids on metabolism and mitochondrial coupling in skeletal muscle. Biochim Biophys Acta 1757: 57-66, 2006.
Hirabara SM, Carvalho CRO, Mendonca JR, Haber EP, Fernandes LC, and Curi R. Palmitate acutely raises glycogen synthesis in rat soleus muscle by a mechanism that requires its metabolization (Randle cycle). FEBS Lett 541: 109-114, 2003.


 Disciplina: METODOLOGIA DA PESQUISA
 Ementa:
Estudo sistematizado do processo científico, enfocando aspectos éticos, estéticos e normas científicas. Elaboração de elementos pré-textuais, textuais e pós-textuais, na confecção e apresentação de projetos, teses, artigos científicos, letters, short communications e artigos de revisão. Utilização da internet como fonte de pesquisa. Conhecimento das ferramentas disponíveis para avaliação de instituições de ensino e pesquisa, linhas de pesquisas e pesquisadores. Técnicas de apresentação e oratória.
 Bibliografia:
MICHAEL ALLEY. The Craft of Scientific Writing, 3rd edition, Springer-Verlag, 1996.
MICHAEL ALLEY. The Craft of Scientific Presentations: Critical Steps to Succeed and Critical Errors to Avoid, 2nd edition, Springer-Verlag, 2003.
SONIA VIEIRA. Como escrever uma tese, 3 ed. São Paulo, Livraria Pioneira Editora, 1996.
UMBERTO ECO. Como Se Faz Uma Tese, 21 ed, Ed: Perspectiva, 2007.


 Disciplina: NUTRIÇÃO APLICADA À ATIVIDADE FÍSICA, ESPORTE E SAÚDE
 Ementa:
Digestão e absorção dos macronutrientes. Discussão sobre o uso de suplementos e seus efeitos no organismo de indivíduos praticantes de atividade física e esporte. Descrição da relação entre o estado nutricional e os efeitos de diferentes tipos e intensidade de exercícios no desempenho humano.
 Bibliografia:
KATCH FI. Nutrição, exercício e saúde. Ed. Medsi, Rio de Janeiro, 2001.
VANDER AJ, SHERMAN JH, LUCIANO DS. Human Physiology: The mechanisms of body function. 9th edition. New York: McGraw-Hill Companies, 2003.

Artigos publicados em periódicos da área (tais como, Journal Nutrition, Journal Applied Physiology, Medice and Science & Sports Exercise).


 Disciplina: POSTURA
 Ementa:
Analisa e discute os fundamentos do controle postural por meio das ciências neurais, com ênfase especial nos sistemas sensoriais e na modulação apropriada do sistema efetor. Discute os princípios proativo, on-line e reativo de controle postural. Analisa o desenvolvimento do controle postural e do equilíbrio corporal ao longo da vida. Revisa os principais paradigmas para o estudo do controle postural e do equilíbrio corporal.
 Bibliografia:
BARELA JA, JEKA JJ, CLARK JE. Postural control in children: Coupling to dynamic somatosensory information. Experimental Brain Research , 150 , 434-442, 2003.

BARELA JA, JEKA JJ, CLARK JE. The use of somatosensory information during the acquisition of independent upright stance. Infant Behavior and Development , 22 (1), 87-102, 1999.

HORAK FB, MACPHERSON JM. Postural orientation and equilibrium. In L. B. Rowell, J.T. Shepherd (Ed) Handbook of physiology section 12: exercise, regulation and integration of multiple systems. New York: Oxford University Press, p.255-292, 1996.

KANDEL ER, SCHWARTZ ER, JESSELL TM Principles of Neural Science . 3 rd Ed. Norwalk, Appleton & Lange, 1991.

MASSION J. Postural control systems in developmental perspective. Neuroscience and Biobehavioral Reviews , 22 (4), 465-472, 1998.

LORD SR & MENZ HB. Visual contributions to postural stability in older adults. Gerontology , 46: 306-310, 2000.

PRIOLI AC, CARDOZO AS, JÚNIOR PBDF, BARELA JA. Task demand effects on postural control in older adults. Human Movement Science , 25 , 435-446, 2006.

Bibliografia complementar: artigos publicados em periódicos da área.


 Disciplina: PROCESSAMENTO DE SINAIS APLICADO AO MOVIMENTO HUMANO
 Ementa:
Discute e implementa métodos e técnicas de análise de sinais biológicos relacionados ao movimento humano. Examina e discute a utilização de instrumentos de registro do movimento humano e processamento de sinais para quantificar o comportamento motor. Implementa a utilização de programação computacional básica e aplicada nas diversas situações de biomecânica.
 Bibliografia:
CHAPMAN SJ. Programação em matlab para engenheiros . São Paulo: Thomson, 2003.

HANSELMAN D, LITTLEFIELD B. Matlab 6: curso completo . São Paulo, SP: Pearson, 2003.

KRAUSS TP, SSHURE L, LITTLE JN. 1994. Signal processing toolbox for use with matlab . Natick, MA: The Math Works, Inc, 1994.

STERGIOU N. Innovative analysis of human movement . Champaign, IL: Human Kinetics, 2004.

The Math Works, Inc. Student Edition of Matlab: User?s Guide Version 4.0. New Jersey: Prentice-Hall, 1995.

WINTER DA. Biomechanics and motor control of human movement . 3rd Edition, New York: John Wiley & Sons, Inc, 1990.


 Disciplina: RADICAIS LIVRES EM SISTEMAS BIOLÓGICOS
 Ementa:
O curso apresenta as propriedades gerais das espécies reativas de oxigênio e nitrogênio  –  conhecidas geralmente como radicais livres – e das substâncias antioxidantes endógenas e exógenas (micronutrientes e vitaminas), atrelando o conceito de equilíbrio oxidativo com eventos fisiológicos importantes como a inflamação, processos degenerativos e outros relacionados ao exercício e ao esporte.
 Bibliografia:
Halliwell B. & Gutteridge J.M.C. (Eds.), Free Radicals in Biology and Medicine, 4th. Edition, Oxford Press, 2007.

Lehninger, A.; Nelson, D. L. & Cox, M. M.(eds.), Princípios de Bioquímica, 4a. edição, Sarvier, São Paulo, 2005.

Augusto O. (Ed.)Radicais Livres: Bons, Maus e Naturais, Oficina de Textos, São Paulo, 2009.


 Disciplina: SEMINÁRIOS EM BIODINÂMICA DO MOVIMENTO HUMANO
 Ementa:
Discussão sobre aspectos gerais relacionados a filosofia da ciência. Análise e discussão das tendências contemporâneas das pesquisas no estudo do movimento humano.
 Bibliografia:
Observação: Será específica ao tema discutido.


 Disciplina: SISTEMA IMUNE E EXERCÍCIO
 Ementa:
Importância da avaliação dos efeitos do exercício físico sobre as células do sistema imunológico (linfócitos, macrófagos e neutrófilos), contemplando aspectos celulares, moleculares e funcionais. Relação entre o efeito dos diversos tipos e intensidade de exercício físico sobre as células imunológicas. Efeitos dos suplementos nutricionais sobre a função das células imunes, priorizando a análise crítica das mais recentes publicações
 Bibliografia:
ALBERTS B, BRAY D, LEWIS J, RATT M, ROBERTO K, WATSON J. Biologia molecular de células. Ed. Artes Médicas, 1ª Edição, 1997.
De la FUENTE M, HERNANZ A, VALLEJO MC. The immune system in the oxidative stress conditions of aging and hypertension: favorable effects of antioxidants and physical exercise. Antioxid Redox Signal,7 (9-10): 1356-66, 2005. Review.
OTTON R, SORIANO FG, VERLENGIA R, CURI R. Diabetes induces apoptosis in lymphocytes. J Endocrinol. 2004 Jul;182(1):145-56.
LAGRANHA CJ, SENNA SM, LIMA TM, SILVA EPP, DOI SQ, CURI R, PITHON-CURI TC. Glutamine administration prevents exercise-induced apoptosis of rat neutrophils. Medicine Science and Sports Exercise, 36 (2): 210-7, 2004.
Periódicos: Clinical Nutrition Metalabolism Care, Critical Reviews in Immunology, CytoKine, Immunology, Journal Applied Physiology, Journal Immunology, Journal Sports Medicine, Medicine Science and Sports Exercise, Nutrition.


 Disciplina: TÉCNICAS BIOQUÍMICAS EM LABORATÓRIO DE PESQUISA
 Ementa:
A proposta da disciplina é introduzir os procedimentos laboratoriais usuais e técnicas analíticas/bioquímicas básicas para o desenvolvimento de projetos de pesquisa nas áreas biológica e biomédica. Assim sendo, o curso propiciará aulas práticas e teóricas para consolidar os fundamentos dos estudantes já inseridos na área científica e, concomitantemente, familiarizar os estudantes inexperientes em relação aos métodos experimentais úteis ao desenvolvimento de seus respectivos projetos de pesquisa. Dentre as técnicas sugeridas, podemos citar: preparação, armazenamento e descarte de reagentes e soluções (conceitos de Química Geral), esterilização de reagentes e instrumentos (autoclavagem, manuseio do fluxo laminar, etc), centrifugação, microscopia, espectrofotometria e fluorimetria (tópicos de Química Analítica, incluindo dosagens enzimáticas, proteicas, etc), técnicas eletroforéticas (imunoquímica e Biologia Molecular básica) e cromatográficas (cromatografia líquida de alta eficiência, CLAE; e cromatografia de camada delgada). Noções de bioestatística serão igualmente apresentadas para a interpretação dos dados experimentais.
 Bibliografia:
Wilson K; Walker J (Eds.) Principles and Techniques of Practical Biochemistry. 5th. Edition, Cambridge University Press, Cambridge, United Kingdom, 2000.
Barker K. (Ed.) Na Bancada: Manual de iniciação científica em laboratórios de pesquisas biomédicas. ArtMed Editora, São Paulo, SP, 2002.
Lehninger A; Nelson DL & Cox MM (eds.), Princípios de Bioquímica, 3a. edição, Sarvier, São Paulo, 2000.


 Disciplina: TÓPICOS EM COMPORTAMENTO MOTOR
 Ementa:
Apresenta e discute aspectos relacionados ao comportamento motor humano com ênfase nos processos teóricos e metodológicos envolvidos na aquisição, controle e aprendizagem do movimento humano.
 Bibliografia:
JIRSA VK, KELSO S. Coordination dynamics: issues and trends . Amsterdam: Springer, 2004.

KANDEL ER, SHWARTZ JH. Princípios da neurociência . São Paulo: Manole, 2003.

KELSO J. Dynamic patterns: the self-organization of brain and behavior . Cambridge, HA: HIT Press, 1995.

LATASH ML; LEVIN MF. Progress in motor control: bernsteins traditions in movement studies . Champaign, IL: Human Kinetics, 1998.

THELEN E, SMITH LB. A dynamic systems approach to the development of cognition and action . Cambridge: Bradford Book, 1996.

A responsabilidade pelo conteúdo é da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa - Prof. Dr. Danilo Antonio Duarte

Universidade Cruzeiro do Sul - Fone (11) 2037-5856

desenvolvido por Gaia Creative